28/04/2009

Nunca Faça Alianças sem a Direção de Deus

“E o SENHOR foi com JOSAFÁ, porque andou nos primeiros caminhos de Davi, seu pai, e não buscou baalins. Antes, buscou ao Deus de seu pai e andou nos seus mandamentos e não segundo as obras de Israel. E o SENHOR confirmou o reino nas suas mãos, e todo o Judá deu presentes a Josafá; e teve riquezas e glória em abundância”.
[2ª Cr 17: 3-5 NTLH].

“Quando Josafá ficou muito rico e famoso, ELE SE TORNOU ALIADO DO REI ACABE, de Israel, por laços de casamento”. [2ª Cr 1:18 NTLH]

“Eles foram até o acampamento de Gilgal e disseram a JOSUÉ e a todos os homens de Israel: Nós estamos chegando de um país que fica bem longe daqui.
Façam um acordo de paz com a gente”.
[Js 9: 6 NTLH].

“Os homens de Israel aceitaram a comida deles, PORÉM NÃO PEDIRAM CONSELHO A DEUS, O SENHOR. JOSUÉ FEZ UM ACORDO DE PAZ COM OS GIBEONITAS, prometendo que não seriam mortos. E os líderes do povo de Israel juraram que cumpririam a sua palavra. Três dias depois de feito o acordo, descobriram que aquela gente morava perto”
[Js 9: 14-16 NTLH].


As alianças relatadas foram feitas por homens “DE DEUS”.

1ª) Josafá - um excelente rei de Judá, porém, veio a aparentar-se, a “aliar-se”, com o rei Acabe, de Israel, que aborrecia a Deus sobremaneira;

2ª) Josué - o homem escolhido por Deus para liderar o povo na conquista da terra prometida, porém, num momento de descuido, foi enganado pelos gibeonitas, “seus vizinhos”, e estabeleceu uma aliança com eles.

A aliança no mundo empresarial é um contrato, um pacto, acordo ou sociedade entre duas ou mais pessoas ou partes, em que se estabelecem compromissos de deveres, obrigações e privilégios, objetivando um bem comum das partes.

A ordenança do SENHOR para o seu povo era de que eles não fizessem alianças com os povos das terras vizinhas. O motivo era que os “COSTUMES” desses povos não corrompessem o coração do seu povo eleito, pois, nesse caso, poderiam desviar-se do SENHOR, adorando assim os ídolos dessas nações.

No mundo empresarial, também devemos aplicar esse princípio. Aliás, a obediência a ele é imprescindível para o nosso sucesso. A observância dele irá livrar-nos de muita dor e angústia.

No mundo empresarial atual, são comuns as fusões, incorporações, parcerias e sociedades.

O que leva um homem de DEUS a fazer uma aliança com alguém que não teme ao SENHOR?

O que leva um cristão a fazer uma aliança com outro cristão, sem buscar a direção de DEUS?
Um forte interesse, um desejo no coração do homem é capaz de abafar a voz de "Deus"!

Fazendo uma analogia, uma aliança empresarial pode ser comparada a um casamento, em que os laços são muito fortes.

O rompimento dessa aliança traz conseqüências terríveis para a vida dos envolvidos e para todos aqueles que são parte do relacionamento. No caso da empresa, são afetados: sócios, familiares, empregados, fornecedores, clientes, etc.

Ninguém sai de um casamento sem traumas. De modo análogo, a saída de uma sociedade empresarial deixa marcas para sempre.

Da mesma maneira, quando não buscamos a orientação de DEUS e estabelecemos alianças, movidos pelo interesse do nosso coração, "o desastre é inevitável".

CUIDADO! Pois mesmo sendo um(a) servo(a) de DEUS, você poderá entrar em um jugo desigual, que poderá trazer conseqüências desastrosas para o resto de sua vida.

Se você está prestes a estabelecer uma “sociedade empresarial”, antes de tudo, responda as seguintes questões:

Quem ficará no comando?

Na maioria das vezes, essa questão não é levantada na etapa inicial para a formação da sociedade, porque “os cristãos” não querem constranger a outra parte. NÃO COMETA ESSE ERRO!

Se a questão do comando não for estabelecida no início, isso certamente deixará uma brecha para desentendimentos futuros.

Concordamos com os Valores Fundamentais?

Vejamos alguns exemplos de valores que devem ser examinados e estar alinhados, antes de se estabelecer uma sociedade:
  1. Estamos dispostos a contribuir com a obra do SENHOR?
  2. A empresa servirá de meio de evangelização?
  3. Contrataremos familiares para trabalhar na empresa?
  4. Iremos contratar gerentes e empregados não-cristãos?
  5. Quantas horas por semana vamos dedicar aos negócios?
  6. Estaremos dispostos a prestar contas uns aos outros e também a profissionais externos?
  7. Venderemos a empresa no futuro?
  8. Como a morte de um sócio irá afetar a distribuição dos ativos?

Caso você sinta que não existe concordância nos “valores fundamentais” do negócio, não firme a aliança, não comece o negócio.

Caso os “valores fundamentais” estejam alinhados, peça a confirmação de DEUS... FAÇA PROVA DO SENHOR... SEJA A PAZ DE CRISTO O ÁRBITRO NOS VOSSOS CORAÇÕES.

Documente, “escreva” o que for acordado para evitar dúvidas e discussões futuras.


“Não se juntem com descrentes para trabalhar com eles. Pois como é que o certo pode ter alguma coisa a ver com o errado?
Como é que a luz e a escuridão podem viver juntas?”
[2ª Co 6:14 NTLH].

Infelizmente, na maioria dos casos, as pessoas já se encontram em uma situação de JUGO DESIGUAL.

No caso de você já se encontrar em um jugo desigual e de estar sofrendo e angustiado por isso, o que fazer?


Clame ao Senhor por Misericórdia. Somente Ele poderá livrá-lo dessa situação.



“Se você for levado ao tribunal, e lhe tomarem a camisa, dê também a eles o casaco. Se um soldado exigir que você carregue a mochila dele por um quilômetro, carregue dois”
[Mt 5:40-41 BV].

Para se desvencilhar do laço que o inimigo armou para você, não busque seus próprios interesses. Pode ser necessário que você tenha de abrir mão de “seus direitos”. Não se apegue a coisas materiais nesse momento. A sua paz de espírito e a sua comunhão com DEUS não têm preço.

O SENHOR poderá dar-lhe um novo negócio no qual o nome dele será engrandecido e você terá “ALEGRIA EM TRABALHAR”. Creia nisso, pois aquilo que é impossível ao homem É POSSÍVEL A DEUS! Entretanto, antes de tomar qualquer atitude, aguarde o sinal verde do SENHOR. “Para todo o propósito debaixo dos céus há o seu tempo determinado”.

Quem é Misericordioso como o Senhor Nosso Deus?
Quem pode livrar como o Senhor?


Por Cláudio Henrique Guisoli
Coordenador – Ministério Empreendedores de Cristo


Conheça um negócio fantástico que mudará sua vida, como mudou e está mudando a nossa, pois temos realizados nossos sonhos que estavam engavetados...tudo com as bênçãos de Deus, pois Ele honra o que promete.

Obrigada Senhor, por tudo o que tem feito e por tudo que ainda vai fazer.



Inspiração Perfumes
faz parte da vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vídeos Motivacionais

Loading...