21/01/2009

A Importância de saber ouvir

A Importância de saber ouvir

por Neide Silva Mendes



Uma das maiores alegrias que se pode ter é com o nascimento de um novo ser. Quando nasce uma criança, a expectativa em torno dela é enorme. Seu futuro passa a tomar conta dos pensamentos dos seus pais. Daí desencadeia-se uma série de alegrias, o esboçar de um sorriso, a carinha de choro durante o inocente sono, os beicinhos de quem quer chorar... tudo traz alegria.

O tempo passa rapidamente. Logo tem início as primeiras semi-palavras. Em seguida, as palavras. Que alegria quando se ouve: "papa... mamã..." O incentivo para que a criança fale é grande. A alegria de ouvir o balbuciar das palavras, maior ainda. Isso tudo precede os primeiros passos, e assim se desencadeia o maravilhoso processo do crescimento.

A criança aprende tudo muito rápido. Logo está correndo, cheia de energia. Falante, faz inúmeras perguntas. Está sedenta de informações, porém... não aprendeu a ouvir.

É mais fácil aprender a falar do que a ouvir.

A comunicação é vital “Saber ouvir é cultivar a difícil arte da empatia que é a habilidade de se colocar no lugar do outro”

Em nossa primeira infância, não compreendemos a importância da comunicação. Na medida em que crescemos, vamos compreendendo a necessidade da troca de informações e, independente da nossa vontade, acabamos por “aceitar” que algumas vezes temos que ouvir. Isto não significa aprendizagem. Pode-se ouvir apenas por necessidade ou por obrigação, e acaba sendo o famoso “entra por um ouvido e sai pelo outro”.

De repente, somos adultos e começamos a atuar no mercado de trabalho. Passamos pela família, escola e um novo mundo se abre a nossa frente. É hora de usar todo o nosso aprendizado, buscarmos informações e construirmos o futuro.

Infelizmente, poucos negociadores são bom ouvintes. E negociadores que não sabem ouvir, perdem inúmeras oportunidades de fazer melhores negócios. As estatísticas mostram que o ouvinte normal só consegue entender e se lembrar de 50% de uma conversação. Esta porcentagem, que já é bem baixa, cai ainda mais (para 25%) 48 horas mais tarde. Isto quer dizer que o que lembramos de uma conversa é algo impreciso e incompleto.

Um erro grave é se preparar demais para aquilo que você quer falar e ficar pensando apenas nisto. Perdemos informações valiosas e parecemos desligados do que podemos aprender.

“Não se preocupe tanto com o que falar – vai chegar a sua vez. Preocupe-se mais com o que está sendo dito no momento e quais informações estão sendo liberadas, SABER OUVIR É O SEGREDO PARA UMA BOA NEGOCIAÇÃO” — Márcio Miranda.

Nunca perca a oportunidade de se calar diante de algo que você possa aprender. Saber ouvir, hoje em dia, é uma das qualidades mais bem vistas dentro de uma empresa. Essa atitude transmite respeito e proporciona oportunidades de trocar experiências e aprender sempre.

Falando em respeito, quando respeitamos alguém, primeiro ouvimos para depois falarmos. Numa conferência, podemos demonstrar a nossa qualidade de ouvinte. Você ouve (pode ser com os olhos), analisa e discute o assunto, ou apenas se preocupa em colocar seu parecer e suas opiniões?

Um jeito de sabermos como as pessoas se sentem diante do nosso comportamento é nos imaginarmos no lugar da pessoa, lembrando que “saber ouvir é cultivar a difícil arte da empatia que é a habilidade de se colocar no lugar do outro.”

Liderar é saber ouvir

Já disseram que o órgão mais sensível do corpo humano é o bolso. Nessa mesma linha, pode-se dizer que órgão menos sensível do corpo humano é... o ouvido! Sim, por não saberem ouvir, as pessoas deixam de assimilar boas informações e idéias, tomam decisões erradas e afastam-se de seus próprios interesses.

Aprender a ouvir é o primeiro mandamento para aprender a aprender.
O que é saber ouvir?

  • Esvaziar a cabeça, para receber de modo livre tudo o que o outro está dizendo;
  • Estar presente de corpo e alma no momento do diálogo - deixar as preocupações de lado;
  • Não ficar na defensiva, tentando justificar-se ou explicar-se;
  • Não levar críticas e sugestões para o plano pessoal;
  • Fechar a boca enquanto o outro fala - e abrir os ouvidos;
  • Não adivinhar o que o outro tem a dizer - nem os sentimentos dele;


  • Abra bem os seus ouvidos e ouça com pelo menos quatro sentidos.

    Sucesso!!!



    Vídeos Motivacionais

    Loading...