03/12/2008

Mudança de empresa de Marketing Multinível




É notório e sabido que não são todas as pessoas que têm a capacidade empreendedora de se lançar a um negócio e muito menos fazê-lo dar certo.

Outro ponto a ser observado é que a maioria das pessoas tem deficiências e um problema terrível que acomete toda a humanidade, que é não enxergá-las, seja pela vaidade ou pelo orgulho. O fato é que é melhor não saber das suas imperfeições a ter que admiti-las. E agindo desta maneira, adquirem o hábito de atribuir a culpa pelos seus problemas e falhas o outrem.

Tudo é desculpa para os seus insucessos. Acreditam que todos são responsáveis, menos elas. Desta forma, ao primeiro sinal de que as coisas não estão acontecendo como esperavam, culpam a empresa e não a sua imperícia e falta de empenho, em procurar informações e executar melhor o seu trabalho.

E o que fazer ao se deparar com a sinistra realidade de sua incompetência? Mudar, sim, porque como o problema não pode estar nelas, então obrigatoriamente está na empresa, no trabalho, no plano de marketing e principalmente no patrocinador. Resta apenas ir para outra empresa e começar de novo, acreditando que a outra empresa vai possibilitar o sucesso que a anterior lhe negou. Infelizmente, agindo desta maneira, não demora muito e a outra empresa também não vai prestar e o ciclo vicioso em que está, reinicia.

Existe uma grande diferença em ser abordado e ser recrutado. É realmente irritante ter seus distribuidores abordados por outras empresas. Damos treinamento, acompanhamos, ensinamos a trabalhar, vemos sua evolução, depositamos neles nossos mais puros sentimentos de amizade e doação, mas o que esquecemos é que, como no mercado tradicional, quando fazemos nosso trabalho bem feito, construímos excelentes profissionais e estes adquirem um inestimável valor para o mercado.

Quem não quer um profissional capacitado em sua equipe? No tradicional, temos algumas formas de manter um bom profissional, através do reconhecimento, da remuneração, do relacionamento construído e principalmente do respeito.

Se existe uma evasão de nossas empresas, temos que nos perguntar se estas pessoas estão sendo bem treinadas, se estão recebendo por parte dos seus patrocinadores a devida atenção, se estão tendo resultados, se estão se sentindo realizadas com o que fazem e se estão felizes.

"A insatisfação é o principal motivo que leva as pessoas a procurarem algo novo".

Temos, como sabemos, produtos de qualidade incontestável, atestados e garantidos dentro dos mais exigentes padrões mundiais. Temos as melhores remunerações do mercado, Temos os melhores profissionais e os melhores treinadores. Temos os melhores resultados financeiros. Então, porque nos preocuparmos com qualquer empresa que seja?

As empresas, os produtos e os resultados não devem ser o foco. A nossa atenção deveria estar nas pessoas. Precisamos de pessoas que sejam inteligentes o suficiente para saber discernir sobre as vantagens de se manter em uma empresa de qualidade, e não em pessoas incapazes de fazer acontecer ou, simplesmente, sem capacidade para reconhecer a excelente oportunidade que têm em suas mãos. Precisamos de pessoas com a atitude correta, com a postura certa, com vontade de vencer e que procurem fazer os resultados acontecerem.

Em vez de nos preocuparmos com as outras empresas, devemos estar mais preocupados com os nossos patrocinados. Temos que direcionar nossos esforços em mostrar a eles, de verdade, como fazer sucesso na nossa companhia.

Através do nosso trabalho constante em aprimorar as suas qualidades, e na busca da satisfação dos seus anseios, estaremos cumprindo nosso dever e garantindo os seus resultados. Afinal, a grande verdade é que o sucesso deles é a melhor vacina que existe e a principal garantia de que não há motivos para maiores preocupações, quando temos a certeza de estarmos associados a pessoas bem preparadas e com bons resultados.

As mudanças são saudáveis e necessárias quando existe uma insatisfação, quando procuramos por algo melhor, mas não podemos esquecer que cabe a nós a responsabilidade de fazer acontecer, de fazer dar certo. E se pudermos manter esta atitude vencedora, restará somente a certeza na edificação de uma organização sólida e de uma rede produtiva.

O sucesso é apenas conseqüência de um trabalho bem feito.

Artigo de Luiz Carlos Bueno dos Santos, empresário e líder de Marketing de Rede.

Vídeos Motivacionais

Loading...