25/01/2010

Você está sempre motivado(a)?

Dez formas de manter-se motivado
Fonte: Vida Tecnologia

Este post é mais direcionado para quem é freelance, empresário, trabalhador autônomo e afins. Mas dentre os tópicos existem vários que são interessantes para qualquer tipo de atividade exercida. Sem mais delongas, vamos a elas...

1 - Lembrar a si mesmo porque decidiu ser freelance ou empresário.

Taí algo importante, fácil de ser feito e que realmente causa ótimos resultados. Afinal, se em algum momento você decidiu que gostaria de ser dono do próprio nariz (mesmo que na época não soubesse o que isso significava...), suponho que tenha sido uma decisão importante, talvez carregada de emoções, e quem sabe, um momento solene, com discurso e tudo. Mas, mesmo que não tenha sido bem assim, ainda acho que deve ter sido um acontecimento incomum o suficiente para ficar guardado na sua memória. Então, é hora de resgatar esta lembrança, soprar a poeira, e voltar a utilizar esse sentimento a seu favor.


2 - Tenha a certeza de criar um ambiente de trabalho confortável. Isso ajuda na motivação.

Não precisa ser nada estilo ponte de comando da Enterprise, mas uma mesa decente, que possibilite trabalhar sem ter que equilibrar tarecos uns encima dos outros, que tenha gavetas com chaves (guardo biscoitos nas minhas...) e uma cadeira que lhe permita algumas horas de trabalho sem que seja necessário chamar os bombeiros para desentorta-lo quando decidir levantar, já é um bom começo. Claro que se ele for arejado, bem iluminado e a prova de barulhos, vizinhos e vendedores, seria melhor ainda. A caminho da perfeição, teríamos em um dos cantos uma máquina de café para uso exclusivo.

3 - Mude seu ambiente de trabalho.

Mudar seu ambiente ajuda muito (supondo que você tenha um...). Eu por exemplo, fiquei por longos meses acampado em um canto da mesa de jantar. Neste caso, era estrangeiro em terras estranhas, não tinha direito a erguer a voz, quanto mais mudar alguma coisa. Talvez meu humor, e só se fosse para melhor... confessem, vocês sabem do que eu estou falando, mesmo sem dar detalhes.
Então, supondo que você já tenha sido promovido ou alforriado, e tenha o SEU ambiente de trabalho, mude-o de vez em quando. Pesquisas comprovam que mudanças estimulam o cérebro, fazem-no manter-se ativo, interessado, curioso pelas novidades (mesmo que sejam velhas novidades...). Quando se trabalha fora e é perto o suficiente a ponto de podermos ir a pé, recomenda-se também pequenas mudanças de percurso, para estimular esses sentimentos de renovação. Só nunca, em hipótese alguma, e isso é muito importante... nunca mesmo, mude a máquina de café.


4 - Agende paradas, pausas, e nestes momentos, saia da frente do computador.

Confesso que não sigo este conselho. Deveria, mas não sigo. Na verdade, faço com que meus momentos de pausa casem com a hora do lanche, almoço, jantar, ou alguma saída necessária para alguma atividade no mundo real, físico (é... ele existe.). No meu caso não creio que seja prejudicial não seguir esta tática, porque não tenho muitos dias de trabalho direto na frente do computador. Sempre acabo intercalando com dias em que fico fora em reuniões, visitas a clientes e outras atividades. Mas para quem tem uma rotina menos flexível, é extremamente importante realizar estas paradas programadas. Ajuda muito na saúde física e mental.


5 - Seja premiado... por você mesmo. Acorde consigo que ao terminar um projeto muito complicado, você terá alguma compensação, seja um livro novo, assistir um filme ou comprar algo que quer a muito tempo.

Bom, sobre este tópico não tem muito mais o que dizer não é mesmo ? Quando trabalhamos em uma empresa, é comum sermos estimulados e motivados pela perspectiva de bônus, aumento de salário, promoções e outras formas de incentivo pelo nosso rendimento profissional e qualidade do trabalho apresentado. Quando somos freelas, ou donos do próprio negócio, mesmo que formalmente estabelecido, isso não existe. Injustiça né ? Brincadeiras a parte, o jeito é você mesmo criar o seu programa de incentivos. Nada mais justo, afinal, você trabalha tanto quanto ou mais do que aqueles que são funcionários, e ainda acumula as funções de vendedor, financeiro, comprador, rh, diretor, carregador e por aí vai. Então, por mais que a primeira vista soe estranho, é perfeitamente normal, saudável e recomendável reservar uma parte dos ganhos para premiar-se. Quanto a forma e frequência, fica a critério de cada um. Para alguns, pode ser interessante acumular “pontos de bônus”, e comprar no final do ano aquele note novo, aquela guitarra show de bola para a sua terapia criativa (os vizinhos vão adorar...), ou mesmo uma viagem com quem você ama. Não, o note não vale... tem que ser da espécie humana mesmo...


6 - Alterne entre projetos.

Esta é uma dica que realmente vale a pena seguir. Principalmente se estamos com mais de um projeto longo pela frente. As vezes nos encontramos presos em determinada etapa, com algum problema para resolver, e a solução não nos vem a mente de modo algum. Você pensa, pensa, lê matérias e livros a respeito, bate palmas e dá 3 pulinhos na frente do note (isso é sério. em alguns casos, funciona. pode tentar aí no seu projeto...) e nada da solução aparecer. Acabamos nos aborrecendo com o projeto todo, e a desmotivação aparece. Para evitar, nada melhor que esquecer de vez (aqui lê-se algumas horas, talvez um dia..) o projeto em questão e trabalhar em outro, especialmente um que você saiba que é leve, prazeroso. O fato de não estarmos sob a pressão de achar aquela outra solução, acaba liberando nossa mente para trabalhar melhor, mesmo que não percebamos isso. Quando você menos espera, a idéia pipoca na sua cabeça. Neste momento, é hora de retomar o projeto anterior, passar aquela etapa e bola pra frente. Mas faça isso rápido antes que você esqueça a solução. Vamos, o que ainda está fazendo aqui lendo este post ?


7 - Imagine-se terminando o projeto, sendo pago... sendo reconhecido, algo do gênero.

Nada melhor para nos manter motivado, do que a sensação de um bom trabalho feito, reconhecido, e bem pago. Ok, ok, eu sei que esses 3 fatores andarem juntos e de mãos dadas é muito raro acontecer, mas, isso é um post sobre motivação. Não estrague o clima.


8 - Desenvolva hábitos, rotinas, e aprenda a conhecê-las e respeitá-las.

Não sei quanto a vocês, mas para mim é terrível ter que desenvolver alguma coisa nova, resolver alguma questão muito técnica, na parte da manhã. Já faz muito tempo que aprendi a me conhecer, e sei que meu rendimento é muito melhor a noite. Assim como eu, creio que todas as pessoas tem os seus horários de ápice de rendimento e hábitos de trabalho, e conhecê-los é muito importante. Faça a coisa certa na hora certa, do contrário, você estará certo na hora errada e errado na hora certa. Entendeu ?


9 - Cuide da sua saúde.

Assim como a mente afeta o corpo, o contrário também é verdadeiro. As vezes estamos sem vontade de tocar aquele projeto que até ontem estava indo tão bem, e não entendemos bem o motivo. Daí a algumas horas, vem a resposta. Resfriado. O corpo sente os menores sintomas, as menores mudanças, e as vezes, não percebemos de forma consciente isso. Apenas ficamos com estas sensações incômodas de desânimo e apatia. Portanto, uma rotina de exercícios, por mais leves que sejam, uma boa caminhada, e uma alimentação legal e adequada, irão lhe ajudar muito a manter-se motivado, mesmo que você não perceba isso.


10 - Desenvolva um grupo de suporte.

E chegamos no último tópico. Nossa, escrever isso tudo me deixou muito motivado... a mudar de cadeira. Minhas costas... ufa! Bom, o grupo de suporte é extremamente importante. Quando falo em grupo, não quero dizer necessariamente que seja um grupo, entende ? Pode ser uma pessoa, um amigo, a esposa, namorada, enfim, alguém com quem você se identifique. Aqui novamente vemos outra das desvantagens de se trabalhar sozinho, sem o tradicional grupo de colegas que existe nas empresas. Nada mais chato do que encontrar aquela solução brilhante lá do tópico 6, e não ter para quem falar, não ter para quem contar vantagem. Isto é muito chato. Desmotivante mesmo. Aí você vai mostrar todo feliz para o dogberto (seu cachorro) a maravilhosa classe php ou controller rails que você criou e ele não dá a mínima. Por isso, é muito importante que você tenha com quem falar a respeito da sua área profissional, mesmo que a pessoa, ou as pessoas não sejam técnicas. Afinal, existem os aspectos emocionais de toda profissão, financeiros, mercadológicos que você sempre pode discutir com outras pessoas, ouvir opiniões, saber das novidades. É surpreendente como podemos relacionar aspectos de uma área de atuação com outra, e tirar boas lições disso para nossa própria experiência. Estes momentos podem e devem lhe motivar muito. Você verá nestas ocasiões que existem muitas pessoas na mesma situação que a sua, existem outras em situações bem melhores, o que servirá de estímulo, e infelizmente, existem outras em situações bem piores, o que lhe mostrará que você não tem motivos para ficar se lamentando.


Se você conhece outras técnicas, pratica outras formas de motivação, deixe-nos saber através dos comentários. Qualquer opinião nesta área é muito importante e extremamente bem-vinda.

Pense nisso.
Deus abençoe sua vida

André e Simone Calamita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vídeos Motivacionais

Loading...