27/01/2009

Sobrevivência do mais forte


Muito se fala sobre o sucesso, mas pouco se fala no porque o queremos. Somos seres humanos descendentes de uma enorme cadeia de homens imbuídos em um único objetivo, que é o de vencer os desafios e as dificuldades impostas para poder sobreviver.

A conclusão natural e direta que observamos é que sobreviver é o que chamamos de sucesso. Vencer as dificuldades e os desafios neste processo é o que chamamos de sucesso. E este pensamento remonta séculos, mesmo antes das palavras fazerem algum sentido. É a luta pela sobrevivência que nos trouxe a este nível de evolução em que nos encontramos hoje.

Esta necessidade de vencer os desafios impostos em busca da evolução, mais do que uma busca, se transformou em uma obrigação. E a obrigação de vencer os desafios é o que nos tornou mais fortes, mais espertos e mais hábeis. Esta luta pela sobrevivência durante milhares de anos nos trouxe de encontro ao modelo atual, onde o mais forte detém o poder sobre a maioria. E dentro deste conceito, observamos que os mais fortes são os mais cobrados, os mais exigidos. Em compensação, são também os mais festejados e os mais comemorados. Ao mesmo tempo, temos o outro lado, onde os mais fortes são os mais visados e invejados pelos que não conseguem a mesma projeção social.

Como reconhecemos os mais fortes? Pelo padrão de vida? Pelo poder? Pela riqueza? Pela fama? Provavelmente, todas as respostas sejam a maneira como a sociedade identifica os mais fortes, as pessoas de sucesso. Mas, dentro do conceito original, serão realmente estas as pessoas mais fortes? No conceito original, os mais fortes eram aqueles que enfrentavam os desafios impostos para sobreviver e perpetuar seus genes para sua prole, garantindo assim a continuidade da evolução humana, através da seleção natural.

Assim sendo, será que uma pessoa rica, que utiliza o dinheiro como forma de vida, é mais forte que o trabalhador assalariado que luta para ter o que comer? Será que o mais forte é o que manda ou o que executa? É o patrão ou o empregado? Se confrontarmos os dois tipos, quem sobreviverá nesta selva social? Quem será o mais forte? Provavelmente, o mais forte, nesta luta desigual, do ponto de vista social, não seria o mesmo, se o ambiente fosse outro. Será que em um ambiente onde o dinheiro não tivesse nenhum significado, o resultado seria o mesmo?

Dentro desta sociedade caótica em que vivemos, os conceitos estão deturpados, e quem busca apenas a sobrevivência não é o mais forte, nem sequer é considerado um forte, um vencedor. Na verdade, o único rótulo que tem é o de fracassado. No entanto, na luta pela vida e pelo direito a existência, o mais forte continua sendo aquele que sobrevive, exatamente como acontecia com os nossos ancestrais. Pessoas que utilizam a imaginação e a criatividade para tirar proveito das oportunidades que a vida lhes apresenta. Pessoas que utilizam a força e a persistência para superar as dificuldades e os obstáculos que surgem no caminho.

Será que estes lutadores e sonhadores, que buscam acima de tudo sua sobrevivência e sua felicidade diante dos desafios, realmente não são os mais fortes? Os pais de família, os trabalhadores, os batalhadores?

Capacidades todos têm, inteligência também. Temos que acabar com este preconceito que somente os ricos e os poderosos são os fortes, os melhores. Porque não é a verdade.

Nós somos os verdadeiros descendentes de nossa espécie. Nós somos os fortes. Temos de enfrentar nosso destino de cabeça erguida e saber, dentro de nossa alma, que o futuro nos pertence. Somos a evolução da nossa espécie, que está contribuindo para a evolução das próximas gerações. Somos o sucesso do passado e seremos o sucesso do futuro. Somos a transição, neste momento da evolução da espécie humana. Riqueza, poder, podemos até conseguir, não fará mal algum, mas não podemos esquecer de onde viemos e qual o nosso destino.

Ser um vencedor implica em enfrentar as adversidades e as dificuldades, lutar contra os problemas e ir adiante independente dos obstáculos. Ser sucesso é vencer o ócio, é vencer a estagnação, a procrastinação e tudo que desviar você do seu futuro e do seu direito divino de sobreviver com dignidade e respeito. Ser sucesso é vencer os desafios impostos todos os dias, sempre que eles aparecerem. Ser sucesso é vencer a si mesmo, para que no final, você seja o principal privilegiado.

Lute contra tudo e contra todos pelo seu direito de evoluir. Acima de tudo acredite que você já é sucesso hoje, e precisa continuar sendo o sucesso amanhã.

Somos vencedores na grande peça da vida. Estamos aqui não estamos? Mas como vivemos nossa existência define quem nós somos e a nossa força real. Seja forte, seja um vencedor, e desta forma reafirme a todos que você já é um sucesso.


por Luiz Carlos Bueno dos Santos

Ao seu sucesso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vídeos Motivacionais

Loading...