30/11/2008

Ser ou estar, qual é a diferença?




Talvez você nunca tenha pensado, ou dado a devida importância para as palavras que diz. É muito comum no dia-a-dia as pessoas fazerem afirmações negativas sobre sua vida, sem que ao menos percebam o mal que fazem a si mesmas.

Nossa mente funciona em dois estágios, o consciente e o subconsciente. Seu consciente é esse que está lendo agora, filtrando as informações que você recebe, baseado em suas crenças, medos, experiências, etc. O seu consciente filtra todas essas informações e faz um julgamento onde aprova ou não. Em caso de aprovação, essa nova informação é passada para seu “banco de dados”, o subconsciente, onde estão todos os seus conceitos sobre certo e errado, feio ou bonito, etc.

Se a informação é reprovada, ela é "deletada" e provavelmente cai no esquecimento. Porém, uma coisa muito interessante podemos notar nesse processo: um individuo que receba a mesma informação por repetidas vezes, pode, por esse motivo, aprová-la. É o mesmo como dizer uma mentira até que se torne verdade. Há muitas pessoas que contam uma mentira por um certo período de tempo e passam realmente a acreditar nelas, ou ficam em dúvida se aquilo aconteceu ou foi mesmo uma invenção, pois elas têm referências visuais dos fatos que contam. E como isso é possível?

Nossa memória armazena as lembranças em “quadros de imagens”, ou seja, ao contar uma história, a pessoa terá que rever esses quadros e reconstruir os acontecimentos, da mesma forma. Se os “quadros de imagens” captados pelo seu ouvinte não forem claros, ele apagará as informações e talvez não acredite em você.

Cada vez que você diz algo seja verdade ou mentira, projeta imagens, tanto para seu ouvinte como para o seu subconsciente, bom lembremos que o seu consciente é o filtro e é ele quem aprova as informações para seu subconsciente armazenar. Então, se você repete uma informação constantemente, ele deverá entender que você aprovou, certo?

Certo. Então, quais seriam as imagens armazenas em seu "banco de dados" quando você diz coisas como: "sou pobre", "sou doente", "tenho uma úlcera", "não tenho dinheiro", "não posso fazer", "sou infeliz" e coisas do tipo?

Todas as afirmações negativas ou positivas que faz a seu respeito, e atenção para o detalhe, mesmo como brincadeiras, são registradas pelo seu subconsciente e manifestadas externamente, por atos, sensações e até fisicamente.

Perceba como os valores de uma pessoa podem mudar se expostas a situações diferentes. Uma pessoa que antes tinha uma aversão a favelas, pode começar a achar “normal” morar num lugar como esse se tiver contato com pessoas de lá. Se ela for uma pessoa de atitudes negativas, há uma grande chance de, ao invés de ajudar a outra pessoa a sair da favela, passar a morar lá.

O velho ditado "somos o que pensamos" ficaria mais apropriado assim "somos o que pensamos e dizemos sobre nós".

Mesmo que a afirmação ainda não esteja te convencendo de que ela é real ou verdadeira, acredite, o fato de repeti-la fará com que se torne real e, a partir daí, onde seus "quadros de imagens" estão bem definidos, outras pessoas serão influenciadas por ela.

Percebeu a diferença em ser ou estar?

Analise as afirmações que faz a seu respeito e, se achar necessário, reformule-as. Você verá acontecer verdadeiros milagres em sua vida.


Artigo extraído do site: http://www.chance.com.br/nk/artigos.php?o=1228077535&a=507 elaborado por - Angelo Epifanio - Angelo é líder de vendas diretas há doze anos. Há quatro estuda Marketing Multinível e PNL.

Vídeos Motivacionais

Loading...